Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Comissão de saúde investigará segurança contra incêndios nos postos de saúde

Comissão de saúde investigará segurança contra incêndios nos postos de saúde

Publicado em 13/06/2019.
Presidente da Comissão solicitou à Prefeitura as cópias dos Planos de Proteção Contra Incêndios de todos postos, casas lares e escolas municipais
Comissão de saúde investigará segurança contra incêndios nos postos de saúde

Foto: Volmer Perez

A interdição da Unidade Básica da vila Bom Jesus por falta de Plano de Proteção Contra Incêndios (PPCI) causou surpresa e críticas na Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores. Nesta quinta-feira (13) o presidente da Comissão, Marcos Ferreira, o Marcola (PT) apresentou um pedido oficial de informações para a Prefeitura pelo qual pede cópias dos PPCI’s de todas as unidades básicas de saúde da cidade. O pedido ainda solicita as mesmas informações referentes as casas lares e escolas municipais.

“Se a UBS Bom Jesus que foi inaugurada há um ano e é cartão de visita da Rede Bem Cuidar não tem PPCI o que podemos esperar de outros prédios públicos? Por isso vamos fazer um levantamento minucioso da situação afinal é a segurança da população que está em jogo”, justifica Marcola.

Além do levantamento e análise da documentação obrigatória, os integrantes da comissão deverão realizar uma maratona de visitas a todos os postos para verificar a existência e as condições das estruturas de prevenção contra incêndio e, também, das redes elétricas de cada prédio. A intenção dos vereadores é elaborar um relatório com informações e imagens obtidas nas visitas. “Tudo será documentado e divulgado posteriormente, pois é direito da população a real situação dos postos”, declara o presidente.

CRISE E CRÍTICAS – Na quinta-feira (6) um curto-circuito causou um princípio de incêndio no prédio da UBS Bom Jesus chamou atenção do Corpo de Bombeiros que acabou interditando o posto ao apurar a inexistência do plano de proteção contra incêndios. Conforme o comando da corporação a unidade só poderá voltar a trabalhar após aprovar seu PPCI. “Como um empresário não pode ter um alvará sem aprovar o PPCI e um órgão público como a UBS está trabalhando sem nada? Deus nos proteja para que não aconteça uma tragédia”, observa Marcola.

Enquanto o posto está fechado os pacientes estão sendo encaminhados para outras unidades como Leocádia, Dunas, Salgado Filho e Simões Lopes (distante 7 km).

 

Texto: Assessoria de Imprensa Vereador Marcos Ferreira PT

Redes sociais

Facebook  Twitter  Youtube  Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.  Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.

TV Câmara

Atendimento ao Cidadão

Esta imagem é referenciada nos conteúdos do portal.

Leis e Processo Legislativo

Licitacon

Fique por dentro da rotina